IMPERIUS CASSIUS – DEZ NA ÁREA, EISNER,COMPRAS E SUGESTÕES – Conexão Comix

IMPERIUS CASSIUS – DEZ NA ÁREA, EISNER,COMPRAS E SUGESTÕES

devir_contratocomdeusMuito já se falou da polêmica do livro Dez na Área, Um na Banheira e Ninguém no Gol, que foi vendido para um projeto do Governo Paulista e foi parar nas escolas voltado para crianças de 7, 8 anos e a imprensa caiu matando e que gerou uma crítica a um livro do Eisner (Um Contrato de Deus) que também foi para as escolas. Mas também quero dar o meu pitaco aqui.

 

A repercussão do caso foi muito legal, com a comunidade quadrinística se mobilizando e tal, mas  acho que o problema aqui é maior do que criticar os quadrinhos apenas. Nosso problema é social e de foco. Temos tantos problemas maiores com os quais deveríamos nos preocupar, mas ficamos nos prendendo a um livro que tem palavrões e isso vai prejudicar o aluno. E a falta de professores? E a miséria que o professor ganha? E o fato de termos ainda analfabetismo no Brasil, enquanto a maioria dos nossos vizinhos sul-americanos não terem mais? 

 

Acho que temos uma imprensa despreparada, mas isso é apenas um reflexo do país despreparado em que vivemos. As pessoas não se esforçam para saber mais a respeito de algo antes de criticar. E isso não é só com os quadrinhos. Ontem vi uma reportagem de uma criança que engoliu um prego na creche. Trataram como se fosse um absurdo. Pô, não é possível que eles não saibam que criança  põe tudo na boca. Que isso é algo que acontece todos os dias.

 

O mesmo vale para a crítica aos palavrões e conteúdo impróprio de Dez na Área e Eisner, mas a novela que a criança tem acesso todo dia não tem problema. Games violentos criam assassinos, não é a exclusão social que faz isso. Mangá que mostra cenas eróticas? Queimem na fogueira. Mas mulher pelada no Carnaval pode. Filmes com classificação etária por conterem mortes e tal, mas será que isso é pior do que os escândalos como o mensalão e outros, que vemos cotidianamente?

 

Vivemos em uma sociedade hipócrita na qual criticar é muito mais fácil do que entender. Não prego aqui que temos de ser todos anjinhos e nunca falar mal de nada, mas seria bom nos informarmos primeiro, lermos fatos e opiniões, colocarmos as coisas em perspectiva antes de sair condenando as coisas. Que tal acabarmos primeiro com a corrupção e depois vamos olhar pra games, HQs e filmes? Ah não, isso é muito difícil, vamos mesmo falar das pequenas coisas e desviar o foco do que realmente importa. 

 

Compras da semana

 Já falamos de coisas sérias, vamos falar de coisas boas agora. Passei na Comix esta semana e fiz uma bela compra, vamos a lista: Retalhos, Crônicas Birmanesas, Três Dedos – Um Escândalo Animado, umas 4 edições de Naruto (eu tava atrasado), 2 edições da Turma da Mônica Jovem, um Marvel Action #29 e Homunculus #1.

 

Estes dois últimos são parte do meu desafio lançado na semana passada, comprar algo novo que eu não pretendia. Faz muito tempo que não leio Hulk e nunca li nenhuma edição desta Marvel Action, por isso resolvi dar uma chance ao Hulk Vermelho. E Homunculus não me interessou quando saiu, mas vi tanta gente falando bem que resolvi experimentar. E você, o que comprou de novo? Deixe um comentário ou me mande um e-mail.

 

Sugestão da semana

 Vocês deve estar acompanhando o caso da Coreia do Norte, que tem feito testes nucleares e está ameaçando seus países vizinhos com misseis e tal. Por isso a sugestão de hoje é o ótimo Pyongyang – Uma Viagem a Coréia do Norte, da editora Zarabatana. O autor é Guy Delisle (o mesmo de Crônicas Birmanesas), que foi trabalhar um tempo por lá e depois escreveu o álbum em quadrinhos descrevendo sua experiência. E é impressionante ver o que se passa neste que é um dos países mais fechados do mundo (se não for o mais fechado). Foi sem dúvida alguma uma das melhores coisas que li no ano passado.  

Por hoje é só. Semana que vem batemos outro papo e eu te conto o que achei de Exterminador do Futuro – A Salvação, que está estreando.

Cassius Medauar é jornalista, ex-editor-chefe da Conrad, da Pixel e do site Herói, colaborador de Universo HQ e outros veículos e atualmente trabalhando como tradutor de HQs e livros. Gostaria que o dia tivesse 48 horas, pois tem que dividi-lo entre trabalho, família, leituras, seriados de TV, filmes, ver e jogar futebol e ainda pegar onda quando sobra tempo.

 

 

Um comentário em “IMPERIUS CASSIUS – DEZ NA ÁREA, EISNER,COMPRAS E SUGESTÕES

  • 9 de junho de 2009 em 17:41
    Permalink

    Poxa, que invejinha dessas crianças, queria eu ter podido ler Eisner na escola… 🙁

    Resposta
  • 16 de junho de 2009 em 10:47
    Permalink

    É Denise. E pensar que nos países de lingua inglesa as crianças leem O Senhor dos Aneis.
    E queria eu ter lido Eisner quando criança.

    Resposta
  • 10 de julho de 2009 em 19:44
    Permalink

    Cassius, parabéns pelo texto e por manter sempre esta postura corajosa e íntegra.
    Nossa esperança nisso tudo é que as pessoas se interessem por histórias em quadrinhos e leiam mais. abraço.
    Roberto Gobatto
    Gerente de Marketing
    Via Lettera Editora

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: