CENTENÁRIO DE MORTE: ANGELO AGOSTINI

por: Flávio Mota

Angelo Agostini,nascido em 1843 em Vecelli /Itália firmou-se aqui no Brasil como cartunista, podendo ser considerado um dos primeiros representantes da classe no país.
Sua trajetória artística tem grande presença em fatos históricos e políticos e através de seus desenhos foi ativista, à favor da abolição da escravatura.

Grandes obras foram criadas por Angelo Agostini dentre elas: Diabo Coxo, primeiro jornal ilustrado publicado em São Paulo em 1864. Nhô-Quim, ou Impressões de uma Viagem à Corte, considerada a primeira história em quadrinhos brasileira e uma das mais antigas do mundo em 1869. Em 1876 fundou a Revista Ilustrada, onde foi criado o personagem Zé Caipora de 1883, este personagem foi retomado posteriormente em O Malho e Dom Quixote. Considerado por alguns autores como a primeira revista em quadrinhos do Brasil com personagem fixo, devido ter sido publicada em fascículos no ano de 1886.

Após seu falecimento em 28 de janeiro de 1910, na cidade do Rio de Janeio, inúmeras homenagens foram prestadas, incluindo a Prêmio Angelo Agostini, concedido anualmente pela Associação de Quadrinistas e Caricaturistas de São Paulo aos melhores do ramo e para a criação do Dia do Quadrinho Nacional, comemorado em 30 de janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: