A Cara do Cara!

Hoje começamos uma nova coluna no blog Conexão Comix! A Rádio AniMiX com seus colaboradores, Lucas Rocha e Ingrid Ramos, estão realizando o projeto “Mangaká do Mês“, onde todos os meses um mangaká terá sua biografia contada na coluna do site da rádio.

Em parceria com a Comix, estaremos disponibilizando essas matérias para conhecimento de todos os fãs do estilo de hq que conquistou o mundo rapidamente.

A Cara do Cara! também contará com matéria sobre os mestres dos HQ’s ocidentais, assim, sempre teremos novidades para todos os gostos!

Então vamos para a primeira matéria, que falará sobre o mestre Akira Toriyama! Boa leitura!

Escrito por Lucas Rocha e Ingrid Ramos, Revisado por Catherine Marie e Editado por Gabriel Tavares de Lima.

MANGAKÁ DO MÊS: AKIRA TORIYAMA

Olá galerinha que acompanha a Rádio AniMiX em todos os seus momentos de interatividade! Gostaria de apresentar a vocês o nosso mais novo projeto: O Mangaká do Mês! (Yahoo!) Vamos à explicação?

Bem povinho gente boa, o Mangaká do Mês será um trabalho voltado ao público que aprecia o bom e velho mangá. É pessoal, o nosso livrinho ganhou lugar especial, e decidimos focar nas pessoas que nos fazem felizes por apresentar maravilhosas histórias para todo tipo de leitor, eis que apresento os Mangakás!

Para quem não sabe galera, Mangaká é a palavra japonesa dada a um artista de quadrinhos, conhecido também como cartunista (fora do Japão). Cada autor possui um gosto próprio para escrever histórias, sendo esse, divididos em quatro principais estilos: O Shōnen, o Shōjo, o Seinen, e o Yuri/Yaoi. A cada mês iremos falar de um autor que represente um desses quatro modos de contar história, seguindo esta ordem respectivamente. Chega de papo furado, nosso primeiro estilo é o Shōnen, e nada melhor que falar de um grande artista nesse ramo, o nosso querido Akira Toriyama!

Nascido no dia 05 de abril de 1955, na cidade de Kiyosu (província de Aichi, Japão), Akira teve seu primeiro emprego aos 23 anos como designer gráfico, antes mesmo de entrar para o mundo dos desenhos. Aos 30, já havia transformado seu tempo completamente, se doando 100% ao mundo dos mangás, criando tiras para revistas famosas.

O dia a dia de Toriyama é caracterizado por: Levantar-se ao meio-dia, trabalhar com seu assistente até as 19h, jantar, levar seu cão para passear, e fazer alguns exercícios físicos até as 21h. Após isso, assiste um pouco de televisão e trabalha ao mesmo tempo até as 23h. Toma um banho e volta a trabalhar até as 4h.

O artista define a si próprio como “fácil de aborrecer”. Considerado uma pessoa desafiadora, Akira sempre tem o desejo de ser surpreendido pelas coisas mundanas. Sua base de criatividade era voltada muito aos desenhos da Disney, cuja característica e ambiente eram utilizados em seus filmes animados.  Pessoalmente, detesta estar ocupado demais, e para ele, a melhor hora do dia é a do sono, onde costuma sempre ter ideias surpreendentes para histórias. Detesta o frio, preferindo o verão e sol. Dizendo ele, se tivesse opção, se hibernaria durante a estação mais fria do ano. Desde criança, seu sonho era ter um cavalo, e por isso que sempre desenhava um aleatoriamente, até que um dia esqueceu-se do desenho, e se fartou de tanto ilustrar o animal, que desistiu de criar uma história.

Ainda aos 23 anos (1978), o mangaká iniciou sua carreira como escritor com a história Wonder Island, publicada na revista Weekly Shonen Jump. Esse foi o pontapé inicial para que o escritor pudesse decolar em sua carreira. Vamos conhecer algumas de suas obras:

Wonder Island – 1978/1979

O primeiro trabalho oficialmente publicado de Toriyama foi Wonder Island, lançado em 1978 e 1979 na revista semanal Shonen Jump. A história gira em torno de um motorista chamado Furusuni, que sem querer se perde na ilha maravilhosa (Wonder Island).

 

 

Tomato Girl Detective – 1979

A segunda obra do mangaká foi Tomato Girl Detective. Considerada uma “introdução” para o sucesso de Dr.Slump, o mangá foi lançado com apenas um volume, e tem seu gênero caracterizado por aventura e comédia.

Dr.Slump – 1980/1986

Considerado o mangá que trouxe fama ao escritor no Japão, Dr.Slump narra a história de Arale, uma menina-robô, junto com os habitantes da Vila Pinguim. Foram publicados 18 volumes no total, entre 1980 e 1986, sendo adaptada às telinhas com: Dr.Slump & Arale-Chan (com 243 episódios), e New Dr.Slump, com 97 episódios exibidos entre 1997 e 1999. Foi o primeiro anime baseado nas histórias de Akira Toriyama. A versão original do mangá foi publicada na Editora Shueisha, vendendo mais de 20 milhões de cópias.

Dragon Ball – 1984-1995

Aproximadamente quatro anos após o sucesso com Dr.Slump, o personagem Son Goku apareceu para um brilhante salto na carreira de Akira.  A série Dragon Ball ganhou sucesso mundial, quebrando recordes de vendas, chegando em torno de 100 milhões de cópias vendidas até hoje. A história gira em torno de Goku, um garoto estranho com rabo de macaco e força sobre-humana. Ao decorrer dos capítulos, ele descobre ser descendente da raça Sayajin, a mais poderosa linhagem de guerreiros da galáxia. Várias adaptações para anime fizeram com que a série se tornasse uma hegemonia, e até fonte de inspiração para os novos mangakás. Apesar de Dragon Ball ter finalizado sua historia em 1995 no Japão, ele não para de aumentar sua popularidade, tendo fãs de várias gerações até hoje.

Outros Trabalhos do Autor:

■ Awawa World (1977, mangá nunca publicado comercialmente, com o objetivo de ser lançado para o fã clube oficial Toriyama Akira Hozonkai);
■ Mysterius Rain Jack (1978, nunca publicado comercialmente);
■ Escape (1981, lançado apenas uma revista simples);
■ Pola & Roid (1981, lançado apenas uma revista);
■ Hetappi (1982, lições de desenho) – Co-autor: Akira Sakuma;
■ Pink (1982, apenas uma revista);
■ Mad Matic (1982, uma revista simples);
■ Chobits (1983, dois trabalhos lançados – Vale ressaltar que não está relacionado com Chobits, escrito pela CLAMP);
■ Dragon Boy (1983, também dois trabalhos lançados);
■ Tongpoo (1983, uma revista simples);
■ Toriyama Akira’s Manga Theater Vol.1 (1983, um volume lançado);
■ Mr. Ho (1986, uma revista simples);
■ Lady Red (1987, três revistas lançadas, considerado um mangá com temática adulta);
■ Kennosuke (1987, uma revista simples);
■ Sonchoh (1987, um volume lançado);
■ Mamejiro (1988, apenas um volume);
■ Toriyama Akira’s Manga Theater Vol.2 (1988, um volume);
■ Karamaru (1989, uma revista simples);
■ Wolf (1990, um volume);
■ Cashman Saving Soldier (1991, três revistas simples);
■ Dub & Peter 1 (1992, quatro revistas);
■ Go! Go! Ackman (1993,11 revistas);
■ Chotto Kaettekita DR.Slump (1994, terceiro mangá);
■ Tokimecha (1996, uma revista);
■ Alien X-Peke (1997, uma revista simples);
■ Bubul (1997, um volume simples);
■ Toriyama Akira’s Manga Theater Vol.3 (1997, um volume);
■ Cashman Saving Soldier/New Cashman Saving Soldier (1998, um volume);
■ Cowa! (1998, um volume);
■ Tahi Mahi (1998, um volume independente);
■ Kajika (1999, um volume simples);
■ Sand Land (2000, uma revista);
■ Neko Majin (2000-2005, cinco revistas simples, e um volume independente);
■ Kochikame (2006, uma revista simples);
■ Cross Epoch (2006, um volume);
■ Kintoki (15 de Novembro de 2010, One-Shot lançado na revista semanal Shonen Jump);

No Brasil


A maior influência de Toriyama no Brasil é definitivamente a série Dragon Ball. O mangá foi publicado pela Editora Conrad entre dezembro de 2000 e outubro de 2003, lançada quinzenalmente, divididos entre Dragon Ball e Dragon Ball Z. Em 2005, a própria editora lançou uma versão encadernada com cerca de 240 páginas intituladas Dragon Ball – Edição Definitiva.

O projeto inicial deveria ser composto de 34 edições com algumas páginas coloridas, porém foi cancelado em 2009 no volume 16 por conta de uma reestruturação da editora. Em maio de 2011 a Conrad anunciou que não publicará mais títulos de Dragon Ball por não aceitar as exigências feitas pela Editora Shueisha (responsável por publicar o mangá original no Japão).

O anime foi apresentado pela primeira vez na televisão brasileira em 1996, no canal SBT dentro do programa Sábado Animado. 60 episódios dublados foram exibidos pelo extinto estúdio Gota Mágica.

Em 1999 a série Dragon Ball Z chega pelo canal fechado Cartoon Network, onde era transmitido no horário das 18h30, com reprise às 00h30. Durante esse mesmo ano, o anime foi exibido pela Rede Bandeirantes através do programa Band Kids, de segunda à sexta, dentre os horários das 15h30 às 17h00.

Em 2001, a TV Globo comprou e transmitiu cerca de 153 episódios de Dragon Ball, com uma adaptação redublada produzida pela Álamo. Já a Cartoon Network começou a exibir Dragon Ball GT, com término em 2003.

Em 2011, a série Dragon Ball Kai vem sendo transmitida pela Cartoon Network, seguindo fielmente o mangá, sem os tradicionais fillers. Há rumores de que a TV Globo poderia também exibir o anime ainda este ano.

No Brasil, o escritor obteve a impressionante marca de seis milhões de revistas produzidas, entre Dragon Ball, Dragon Ball Z e Dr.Slump. Isso tudo em apenas dois anos nas bancas brasileiras.

Outro projeto de Toriyama lançado no Brasil foi o livro Mangaka: Lições de Akira Toriyama, no ano de 2002. Composto de 192 páginas em preto e branco, o livro desvenda técnicas e os mistérios do sucesso que o autor obteve em toda a sua carreira.

Mangaka foi publicado originalmente em capítulos na revista Shonen Jump. Nele, o leitor pode encontrar desde os processos de criação de um personagem e o uso dos diversos materiais de desenho, até a sua apresentação de originais para uma editora. Considerado um livro essencial para fãs e futuros candidatos a mangaká, o trabalho também é indicado para todos que desejam entender a linguagem dos quadrinhos na cultura japonesa moderna.

Mangaká do Mês:

Nome: Akira Toriyama
Função: Mangaká
Data de Nascimento: 05 de abril
Tipo Sanguíneo: O
Influência Artística: Astro Boy, de Osamu Tezuka;
Animais de Estimação: Cães, gatos e pássaros;
Cores preferidas: Verde, Amarelo e Laranja;
Gênero de Filmes Preferido: Filmes de Luta;
Inspiração de criatividade: 101 dálmatas, Disney;
Maior desejo: Um mundo onde nada seria estranho, não importa o que acontecesse;
Maior arrependimento: Ter usado o próprio nome como nome artístico;

Fiquem atentos galera, próximo mês: Shōjo! Agradeço pela leitura! Dúvidas? Sugestões? Críticas? Envie um e-mail para mangakadomes@staffanimix.com.br, estamos disponíveis e dispostos a melhorar!! Até a próxima galerinha!!

Fotos: Divulgação

Lembrando a todos os leitores, quem tiver mais informações para adicionar a matéria, pode enviar e-mail para marketing@comix.com.br que colocaremos no ar com os devidos créditos assim que analisada o conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: