Lançamento independentes.

Garoto Mickey

Garoto Mickey de Yuri Moraes, é uma fábula (tem sapos e leões falantes inclusive) sobre crescimento, mas sem recompensa moral: cresce-se, e é tudo. Um desenhista chamado Valentin (que é o Yuri e é mais do que isso) encara o passado encarnado em um personagem de quadrinhos de sua adolescência, Mickey Boy, um assassino vestido de rato que sofre na pele as feridas espirituais do amadurecimento do seu autor.

Uma excelente graphic novel sobre amizade, amor e o armageddon está finalmente pronto e saindo do forno.

“A transição da adolescência para a vida adulta é sempre confusa. Nem tem como ser de outro jeito. Yuri compôs um belo mosaico para ilustrar essa passagem e não subestima o leitor com saídas fáceis.”
– Allan Sieber

“Yuri encarou o desafio da ‘história em quadrinhos pseudo autobiográfica com altas doses de meta-metalinguagem’. Ele mandou bem. Gostei do jeitão do desenho, do som do texto e do ritmo da coisa toda.”
– Reinaldo (Casseta & Planeta)

“Pra variar, é bom ler um livro que não me pareça uma o de à masturbação mental. Sinceridade e qualidade lado a lado, página a página.”
– Ronald Rios (Badalhoca)

“Garoto Mickey é um livro intimista e corajoso. Quase uma música grunge, dos tempos em que a confusão era poética e agressiva.”
– Rafael Coutinho (Cachalote)

Sobre o autor

Yuri Moraes (Dezembro de 1985, São José dos Campos – SP) é o autor das tiras auto-publicadas do site “Murilo, o Dinossauro”, que também foram publicadas em algumas “revistas de verdade” como a SET, PREGO e OFFLINE. Ansioso por ser reconhecido como um autor sério e/ou um “artista de verdade”, iniciou sua primeira novela gráfica “Garoto Mickey”, podendo deixar de lado sua função de bufão da sociedade moderna para aplicar-se em seus dramas pseudo-autobiográficos e mentirosos.
Não cansado da “nova onda do momento”, Yuri iniciou uma segunda novela gráfica, dessa vez colorida e com título em inglês (para trazer afinidade com os novos colonizadores), “UNDERDOG”, que foi feita exclusivamente para ser publicada na revista de cinema Beta, cult e de “arte”. Infelizmente, a revista foi cancelada e o futuro da história é incerto.
O autor também perdeu grande parte de sua vida adulta dedicando-se a ofícios audiovisuais como roteirista e diretor de TV e curtas-metragens. Fundou com amigos de longa data o grupo

Trintaeum Filmes e trabalhou como roteirista de programas como Hermes & Renato, Casseta & Planeta, VMB, Comédia MTV e também dirigiu, escreveu e atuou como um dos protagonistas da série GANGBANG que teve veiculação na MTV em diversos formatos entre 2009 e 2010.
Atualmente vive em São Paulo com seu gato Ringo e trabalha em diversos projetos para poder alimentá-lo e aplicar suas devidas vacinas em dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: