Mangaká do Mês – Yoshihiro Togashi

 

Olá pessoal, como estão? Estamos finalmente de volta com o nosso Mangaká do Mês!! Nossa última edição foi a respeito do tema Shôjo, com a maravilhosa coluna sobre Arina Tanemura, onde foi falado um pouco de sua trajetória nesse vasto universo dos mangás. Para que vocês não fiquem tão perdidos, iremos relembrar aqui como funciona este projeto!!

Mangaká do Mês é uma coluna da Rádio AniMiX voltada para os autores de mangás que marcaram e marcam toda a história de um amante dessa parte da cultura oriental: As histórias em quadrinho. Durante todo mês, é escolhido um estilo específico de autor para trazer toda sua história como escritor, todos os seus projetos, a fim de apresentar o que muitas vezes passa despercebido, mas que não deixa de ser importante, pois os mangakás são os responsáveis por escrever grandes histórias que há décadas são aclamadas, respeitadas e para sempre guardadas entre várias gerações que gostam dessa cultura.

A coluna deste mês traz a vocês o tema Shônen, um estilo mais voltado para o público masculino, o que de forma alguma impede que qualquer pessoa possa assisti-lo/acompanha-lo. Sem muita conversa fiada, eis que apresentamos o autor deste mês: Yoshihiro Togashi. Vamos conhecê-lo? Let’s Rock!!
Nascido em 27 de abril de 1966 (47), na província de Yamagata, no Japão, Yoshihiro Togashi desde pequeno possuía a arte de desenhar, o amor, e o sonho de se tornar um grande escritor de história em quadrinhos.

O próprio Mangaká se identificava como um rapaz sombrio e pessimista em sua infância. Adora jogar boliche, o que considera um exercício. Em seu tempo livre, Togashi sempre fica com a família, uma de suas fontes de inspiração.

Irmão de Hideaki Togashi (também Mangaká), ele também é conhecido como Yoshirin e Togashi Ouji. Durante sua época de estudante, entrou para o clube artístico, possibilitando-o de futuramente entrar para a universidade de Yamagata. Lá, Yoshihiro estudou educação, esperando se tornar um grande professor no futuro. Ainda no colegial, ele continuava praticando sua arte, até descobrir que poderia ter a oportunidade de participar de algumas competições da revista Young Jump, o que lhe rendeu a chance de trabalhar com a editora Shueisha. A partir de então, ele seria lançado no tão esperado mercado dos grandes autores, e desde muito novo, aceitou este desafio.

Sua primeira obra considerada serializada (ou seja, que foi ordenada em série) foi Sense wa Toshitai!!. Escrita quando Togashi tinha apenas 20 anos, seu trabalho despertou o interesse em trabalhar com one-shots (leitura rápida, curta). A partir de então, sua carreira estava no rumo certo para decolar. Foi então que em 1987, o mangá Jura no Midzuki foi lançado. Responsável por nada mais nada menos que a premiação Hop?Step, como melhor mangá do ano escolhido pela Editora ShueishaTogashi deslanchou em sua profissão, ganhando reconhecimento mundial. No mesmo ano, ele publicou Buttobi Straight, mangá que lhe rendeu o prêmio Tezuka, considerando-o um grande e renomado Mangaká.

Após este curto, mas glorioso tempo de premiações, muito ainda estava por vir. Na flor da idade, Togashi abandonou sua faculdade para seguir de vez sua carreira como desenhista. Acabou se mudando para a cidade de Tóquio, e assinando um acordo com a Editora Shueisha, para trabalhar como profissional da área. Desde então, passou a publicar várias histórias curtas, até se firmar de vez no ramo.

(Buttobi Straight – 1987)

O pontapé inicial de sua carreira de sucesso foi Buttobi Straight. Criado em 1987, um pouco antes de sua primeira serialização (com Ookami Kowakunai!!), esta foi a história responsável por presentear Togashi com o prêmio Tezuka Awards, que representa a confirmação de que um ótimo trabalho foi realizado, consagrando-o como um escritor mundialmente renomado.

A história gira em torno de Todoriki (lançador titular de seu time de Beisebol) e de seu rival, Segawa (o técnico do time). Eles se odeiam e tentam mostrar diariamente um para o outro, a maior importância do Baseball, vindo do ponto de vista de cada um. O técnico decide tirar Todoriki do time, alegando sua tamanha estupidez, e calculando a probabilidade de não chegar às competições nacionais por causa disso. Então, é proposto um duelo entre dois times para ver quem ficará na equipe, mas todos pretendem sabotar Todoriki…eles conseguirão?

 

 

 

(Tonda BirthdayPresent – 1987)

Tonda Birthday Present também foi um mangá de sucesso significativo. Lançado também em 1987, o mangá foi publicado pela revista semanal Weekly Shonen Jump.

 

A história gira em torno de Tetsu, um jovem delinquente que ama lutar e jogar videogames. Seu avô é um cientista com certa fama, e para o aniversário de seu neto, ele inventou uma máquina de realidade virtual, para que ele possa lutar de uma forma quase real.

 

Então, Tetsu decide jogar o novo jogo do momento, o RPG Dragon Chest II, e seu avô consegue fazer a máquina funcionar, e também faz com que a realidade virtual do jogo se modifique, da maneira que ele bem deseja, tornando Tetsu o herói do jogo. Agora, ele precisa viver sua aventura, salvar a princesa, e derrotar o terrível Rei Dragão.

(Occult Tanteidan – 1989/1990)

Occult Tanteidan é mais um dos projetos de Togashi. Lançado em 1988, o mangá foi escrito e publicado pela revista semanal Weekly Shonen Jump, em duas partes, respectivamente em cada ano, terminando em 1989.

Com seu gênero de terror/investigativo, a parte I da história conta sobre os detetives ocultos, que estão tentando desvendar um caso relativo à aparição de um fantasma em sua escola, porque ele foi assassinado antes de entrar em um contexto musical. Na parte II, eles ajudam o espírito vivo de um garoto que queria ser maratonista. 

 

 

 

(Horror Angel – 1988)

Horror Angel foi lançado em 1988. Com seu gênero de terror, ele foi um trabalho consideravelmente elogiado pelos fãs, por seu enredo e objetivo de história.

 

Kyosuke é fã de filmes de terror. Certa vez, ele se depara com uma fada que lhe promete conceder três desejos que tenham o tema: Terror como objetivo de sonhos. O primeiro pedido dele é ter a chance de experimentar viver em um filme de terror na vida real.

O que ele realmente quer é fazer com que sua amada, Moka, se apaixone por ele, mas a Fada não pode lhe conceder isto. O fato é que ela o ajuda incentivando-o a se declarar de um modo não conveniente….e ele aceita….Mas….?

(Ookami Nante Kowakunai!! – 1989)

Logo após Buttobi Straight, em 1989 foi publicado sua primeira coletânea, que também foi responsável por trazer ao mercado o primeiro volume de séries que ele fez.

A história gira em torno de Taruko, um lobisomem muito gente fina. Ele é muito ruim em guardar segredos e já perdeu a conta de tantas vezes que se transferiu de escola porque ele se transformava em lobisomem na frente das pessoas. Em sua nova escola, ele se apaixona por Sayaka, a garota mais doce de sua classe, e acaba por entrar no clube de basquete justamente para ficar mais próximo dela. Poderá ele fazer com que ela se apaixone por ele, mesmo sendo um lobisomem?

 

(Ten de Shouwaru Cupid – 1989/1990)

Outra obra de Togashi foi Ten de Shouwaru, lançada um pouco depois de Ookami Kowakunai, também em 1989. Foi um one-shot pouco conhecido, mas que faz parte da trajetória de grande sucesso desse autor.

Foi considerada sua primeira história regular, tendo um ano de duração, e composta de quatro volumes. O mangá foi inicialmente publicado na revista semanal Shonen Weekly Jump, e posteriormente foram lançados quatro volumes como tentativa de serialização profissional.

 

A história gira em torno de um casal de personagens, cujo rapaz sonha em encontrar uma linda garota, com perfil próximo de uma maravilhosa fada. O fato é que a garota que surge em sua vida não é exatamente uma fada, mas sim uma diabinha. Como esta história irá se decorrer?

(YuYu Hakusho – 1990/1994)      

 

O projeto que fez com que Togashi decolasse em sua carreira profissional de uma forma positiva foi YuYu Hakusho!

No final da década de 1990, começou a ser publicada uma história misteriosa e muito curiosa de Yoshihiro, que o tornou um profissional de excelência.

Transmitido pela Rede Manchete, juntamente com Os Cavaleiros do Zodíaco, YuYu Hakusho conta a história de Yusuke Urameshi, um garoto considerado um arruaceiro moribundo que só aprontava em sua época de colegial. Sua vida muda completamente no momento que ele salva um pequeno garotinho de um atropelamento, pois ele falece em um acidente horrível. O fato é que como muitas pessoas acreditam em seu dia de morte, este não era o dia de Yusuke, e ele acaba tendo uma chance de retornar à vida, mas para que isso aconteça, ele necessita de fazer algumas tarefas sob as ordens da Deusa  da Morte, Botan. A partir de então, sua vida vira de cabeça para baixo…

(Level E – 1995/1997)     

 

Level E foi um mangá um pouco diferente do estilo de Togashi. Com seu gênero mais de comédia, sua história foi publicada e distribuída pelas revistas japonesas Shueisha e Weekly Shonen Jump, de 1995 a 1997, com 16 capítulos no total, formando três volumes compilados.

 

O enredo gira em torno de Ouji, príncipe do planeta Dogra, que cai na Terra e perde sua memória. Nesse espaço de tempo, o planeta também foi invadido por extraterrestres de toda a galáxia. Durante sua jornada em um novo mundo, Ouji se encontra com Tsutsui, um estudante do colegial, na qual sua vida é atormentada pelos perigos que seu novo companheiro trouxe.

 

Um mundo ficcional onde centenas de espécies exóticas que vivem na Terra começam trazer dificuldades de sobrevivência a Ouji, pois os alienígenas estão dominando o planeta.

 

Recentemente, ele recebeu uma adaptação para anime, que foi muito bem aceita pelos fãs, principalmente pelos gráficos suavizados e arte bem desenvolvida, contrário do próprio trabalho original, que por sua vez deixava a desejar em arte, mas não em conteúdo.

 

 

(Hunter X Hunter –  1998) 

 

Hunter X Hunter foi considerado sua segunda grande obra. Lançado em 1998, os primeiros 20 volumes do mangá venderam aproximadamente 55 milhões de cópias só no Japão. Por causa de seu sucesso grandioso, ele teve várias adaptações para anime e OVA’s (Original Video Animes).

 

As aventuras giram em torno de Gon Freecss, um garoto de 12 anos, que tem o sonho de se tornar um caçador, denominado de Hunter. Ele, por si só, possui habilidades extraordinárias e força de vontade gigantesca. Ele deseja se tornar um Hunter por que seu pai, Ging, que também é um Hunter, o abandonou ainda bebê para continuar sua vida perigosa. Ao descobrir isso, Gon fica fascinado em se tornar um caçador e encontrar seu pai, para tentar descobrir o porquê da importância grandiosa de ser um caçador.

 

Hunter X Hunter se destaca muito por diálogos e situações inteligentes, sendo uma história de aventura com ação, e nunca o inverso. Recentemente, a animação do mangá retornou ao início, com novos dubladores e um novo estúdio. Isso ocorreu devido ao retorno do projeto, que até então estava “largado às moscas”. Togashi voltou a escrever, e uma parte consideravelmente importante da história, e espera-se que o anime/mangá enfim possa se normalizar.

No Brasil

Sem dúvidas, as duas maiores influências no Brasil em aspecto Obras, do nosso grande artista Yoshihiro Togashi, foram YuYu Hakusho e Hunter X Hunter. Durante a temporada ativa da TV Manchete, na década de 1990, estava surgindo um forte concorrente contra os poderosos Cavaleiros do Zodíaco. O fato é que a hegemonia dos cavaleiros de bronze foi sendo reduzida, não só por Dragon Ball, mas também por YuYu Hakusho. Não é a toa que ainda hoje o mangá faz muito sucesso e conquista fãs mundialmente e o anime nunca deixou a desejar.  Todo o enredo durante os 112 episódios animados da série são considerados perfeitos pelos fãs. Sem contar que a dublagem feita pela empresa Audionews foi também considerada a melhor dublagem brasileira de animes de todos os tempos.  Algumas polêmicas em torno dele foram abafadas pelo seu sucesso de estreia, mas sabe-se que YuYu Hakusho quase foi boicotado para que não pudesse ser lançado na Manchete, justamente pelo medo de desbancar Os Cavaleiros do Zodíaco.

Já Hunter X Hunter, apesar de mais novo, não ficou pra trás. Ele foi nada mais nada menos que considerado o segundo melhor trabalho de Togashi. Avaliado pelos críticos como uma história muito original, ele cativa muitos fãs, e vem a cada dia conquistando espaço no mundo dos animes. Sua história ainda está sendo escrita, como remake do mangá. Essa foi uma escolha arriscada, pois temiam não seguir o enredo principal, mas os fãs se surpreenderam, pois a história traz muitas aventuras e situações que levam os fãs a relembrar velhos tempos e velhas histórias que jamais irão ser esquecidas. Hunter X Hunter foi considerado um dos melhores animes atuais se tratando de um remake. E no Brasil, juntamente com o renomado YuYu Hakusho, foram as fontes de sucesso de Yoshihiro Togashi, um grande autor de histórias e aventuras sonhadoras. A série animada é produzida pela Nippon Animation, contendo 62 episódios e OVA’s. Também ganhou um teatro musical em 2001, interpretado pelos dubladores dos personagens.

Outros Trabalhos do Autor:

 

Trouble Quartet

 

 

(Trouble Quartet)

Este foi um trabalho secundário de Togashi. Elaborado um pouco antes de YuYu Hakusho, o mangá não foi publicado por rejeição da própria editora, alegando que a história era meio bizarra.

 

Já o autor gostava da ideia, pois se tratava de uma história relacionando esportes, protagonizado por um quarteto de homossexuais. Gerou algumas polêmicas, até que ele desistiu, pois não conseguiu convencer a editora a publicá-la.

(Oboo-um-to Chiboo-nu)

Yoshihiro também coloriu Oboo-um-to Chiboo-nu, um livro infantil escrito por sua esposa, Naoko Takeuchi.

 

Com o objetivo de presentear o filho do casal, eles incentivam com esta obra, a leitura infantil, como uma coisa importante para o crescimento e criatividade dos futuros amantes ou não desta arte.

 

Mangaká do Mês:

 

Nome: Yoshihiro Togashi

Apelido: Yoshirin

Cidade Natal: Yamagataken, Japão

Função: Mangaká

Data de Nascimento: 27 de Abril

Signo: Touro

Tipo Sanguíneo: A

Influência Artística: H. R. Giger, através do filme Alien

Gêneros de Filmes Preferidos: Terror

Hobbie: Boliche e Video-Games

Comida Favorita: Arroz com Curry

Fiquem atentos galera, próximo mês: Sh?jo! Agradeço pela leitura! Dúvidas? Sugestões? Críticas? Envie um e-mail para mangakadomes@staffanimix.com.br, estamos disponíveis e dispostos a melhorar!! Até a próxima galerinha!!

Fotos: Divulgação

Escrito por Lucas Vinnicius ~Lu~; Revisão e edição: Luciana Ribeiro e Samuel Carvalho

 

 

Um comentário em “Mangaká do Mês – Yoshihiro Togashi

  • 5 de março de 2012 em 21:56
    Permalink

    Muito legal, já conhecia ele pelo Hunter X Hunter e Yu Yu hakusho(lógico), mas não sabia que ele era o mangaká de Level E

    Resposta
  • 30 de junho de 2013 em 02:26
    Permalink

    esse Yoshihiro Togashi e um otario como pode ter largado o hunter x hunter mas esse cara e um otario !!! ele feriu a imaginaçao dos telespectadores do hunter x hunter com uma historia sem um final detalhado como pode ter deixado tantos anos passarem sem fazer nada .. poxa esse cara e um otario !!!! nao liga para os fãs do hunter x hunter q decepçao :p

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: