Planetary Volume 1 / Resenha

Por Ricardo Sorvillo, do site parceiro Quadrim.

Nos quadrinhos, como em várias áreas do entretenimento e da cultura pop, de tempos em tempos surge um fenômeno que muda tudo, define padrões e transforma a nossa percepção a respeito da indústria como um todo. Watchmen e Cavaleiro das Trevas fez esse papel nos anos 80, a Image fez o mesmo (não estou julgando qualidade) nos 90.

Nos anos 2000 tivemos duas obras, de autores ingleses (sempre eles) que abordaram facetas modernas do novo século. Uma delas foi Authority, e sua descendente mainstream, Supremos. A outra, Planetary.

Planetary fez menos barulho por não ser polêmica e agressiva como Authority mas, pessoalmente, é uma obra superior, especialmente pela construção da história, pelo mar de referências, e a arte sensacional deJohn Cassaday. A manutenção da dupla criativa até o final da série (mesmo com os problemas que isso acarretou), manteve uma direção à história, em um conjunto coeso e com qualidade lá em cima.

 

01

 

Falando especificamente do Vol.1, gentilmente cedido pela Comix para essa resenha, somos apresentados (ou reapresentados, se você já leu o início da série quando publicado pela Pandora Books) a Elijah Snow, Jakita Wagner e O Bateirista. Não vou me deter em analisar a trama. Qualquer coisa que eu diga vai parecer superficial. O importante é que Planetary te pega pela trama bem construída e os milhões de referências à obras e personagens da cultura pop mundial. De Doc Savage, Liga da Justiça, monstros japoneses a policiais de Hong Kong, Warren Ellis te apresenta esse mundo estranho, enquanto planta as primeiras dicas de algo muito mais importante acontece por trás. O que vai ser revelado nos outros volumes.

Panini resolveu publicar nesse primeiro volume as seis primeiras edições da série, mais o preview lançado na Wizard. O formato americano e o bom papel tornam a edição satisfatória, mas a ausência de um extra sobre as referências da série, além da opção editorial de publicar a série, que tem 27 edições no total, em pequenos volumes, e sem capa dura, desmerecem a obra. Planetary, pela importância e qualidade, e por ser uma série curta, merecia um acabamento mais caprichado. Nem que isso custasse mais um pouco.

De qualquer forma, a boa notícia é que as capas são bonitas, as edições são suficientemente boas para se guardar na estante, e teremos finalmente a publicação do final da série. Isso é louvável. Planetary, e seus inúmeros fãs, mereciam.

Você pode comprar Planetary Volume 1 no site da Comix.

Planetary: Volume 1
Autores:  Warren Ellis (roteiro) e John Cassaday (arte)
Editora: Panini / Vertigo
Capa: Cartão
Lombada: Quadrada
Tipo de papel: LWC
Formato: 17 x 26 cm
Páginas: 164

 

02

Um comentário em “Planetary Volume 1 / Resenha

  • 15 de abril de 2014 em 22:26
    Permalink

    Não tem mais o Volume 2 na Comix? 🙁

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: