Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Voltar para o topo

Topo

panini

Todas as revistas de CONVERGÊNCIA, da Panini| Vlog do PN #138

mar 21, 2016 |

Daniel Lopes e Alexandre Callari explicam um pouco sobre a mais nova saga da DC no Brasil, CONVERGÊNCIA, e mostram todas as 23 edições lançadas pela Panini. Leia Mais

Resenha: Turma da Mônica – Lições

nov 23, 2015 |

Publicada originalmente no blog parceiro, Impulso HQ.


 

Em 1974, no ginásio, alguns amigos de outra classe queriam montar uma peça de teatro e escolheram o clássico shakespeariano “Romeu e Julieta”. Eu tinha duas pequenas pontas, mas só houve os ensaios, a peça nunca foi apresentada. No mesmo ano gostava muito de uma garota da minha sala, e ela adorava os gibis da Mônica, então comprei dois exemplares do #54 de outubro de 1974, e a primeira história chamava “Romeus e Julieta”. Leia Mais

COMIX ZONE: REVISTAS MENSAIS NO BRASIL, NOS EUA E NA EUROPA

ago 26, 2015 |

No episódio de hoje do Comix Zone, fazemos uma análise comparativa entre as revistas em quadrinhos mensais no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa. Leia Mais

[RESENHA] Capitão Britânia por Alan Moore e Alan Davis

ago 13, 2015 |

Publicada originalmente no site parceiro: Mob Ground


No início da década de 1980, o roteirista Alan Moore não era tão conhecido pelo público americano. Até então, ele só tinha escrito algumas histórias para a 2000 AD e iniciado Miracleman e V de Vingança, obras que já mostravam o potencial do Rouxinol de Northampton.

O autor, que ainda não tinha problemas criativos com a Marvel, resolveu então revolucionar o frágil mundinho do Capitão Britânia no selo inglês da Casa das Ideias. Até aquele momento, o personagem inglês não tinha relevância alguma no Universo Marvel limitando-se a ser, no máximo, um personagem classe B, praticamente C. Leia Mais

Resenha: Penadinho – Vida

ago 12, 2015 |

Publicado originalmente no blog parceiro: Impulso HQ


 

Algumas vezes quando acordo no meio da noite, ao voltar para o quarto o Penadinho quase sempre me prega um susto. Explico: tenho já há alguns anos um boneco do personagem que brilha no escuro. De vez em quando me esqueço disso e a fantasmagórica luminosidade me dá arrepios. Leia Mais